sábado, 22 de janeiro de 2011

É Tempo...



Foto: Cunhado Sales
 
O Tempo para
O tempo voa
Me arrebata, me corrói,
Zomba de mim à toa
É consolo e tormento
É futuro e história
É a brisa e o vento
Sopro de furacão - memória
O tempo é tempo
O fim e o começo entre o azul e o azul
Me humilha, me conforta
Caçoa de mim num dejá vu

Com som de “u” mesmo
Que é pra aportuguesar e rimar

Um comentário:

Junior disse...

Vixi, que orgulho, vc escreve demais primo! Ty amOOOO